Ocorreu um erro neste gadget

2010-07-14

* O VOO DO PÁSSARO DOURADO

.*

Internet


Como é doce
sentir seus olhos abertos sobre os meus,
ver o silencio deste olhar, castanho, que
desafia o mistério de
meu corpo
e devora minha carne.

Como é doce percorrer
alisando seus loiros cabelos e
perceber o calor de seus lábios,
quase rubros.

Como é doce abraçar
seu rosto
e se perder de amor em cada gesto de
seu corpo.

Como é doce saber
que você surgiu na canção de
meu poema.



• FBN© 2007 * O vôo do pássaro dourado - Categoria: poesia. Autor: Welington Almeida Pinto